terça-feira, 26 de maio de 2015

Três

Havia dois lados da rua. O que andava e o outro.
Haviam dois pensamentos rondando a cabeça ao mesmo tempo. O que praticava e o outro.
Haviam duas histórias para serem escritas. Haviam duas verdades para serem ouvidas.
Cuspiu nas duas e escreveu outra.
Fez um buraco no chão da rua, andou por suas cavernas, encheu a cara e pensou tudo completamente diferente.
Não vai escolher entre coisa e outra. Não vai escolher entre o menos pior. Não vai escolher por conveniência. Não vai escolher por oportunidade. Não vai escolher porque ou é o um ou é o dois.
Vai escolher por escolha. Vai decidir porque vai descer as marretas em tudo, quebrar tudo, transformar tudo até que tudo seja nada. Nada do que foi antes.

E vai escolher, acima de tudo, porque quer.

Um comentário:

  1. Don't you know me?

    https://www.facebook.com/libertoodorego?ref=hl

    ResponderExcluir

Olá. Você, sendo você mesmo, não é bem vindo aqui. Mas se você for qualquer outra pessoa, sente-se no chão e coma uma xícara de café.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails