terça-feira, 16 de agosto de 2011

Monólogo



- Sô puta não, seu velho nojento! Sô puta não, meu nome é Ana Cláudia Maria Machado, tenho pai e mãe, não sô fia de chocadeira feito você e tua mãe, seu cretino! Tá vendo isso aqui – batida na bunda – tá vendo isso aqui, não é para você não, você teria que pagar muito por isso aqui seu velho nojento. Seu velho safado. Seu puto! PUTO!

Ana Cláudia Maria Machado, sentada no degrau frente ao mercado fechado, usando a manta fuleira de armadura, batendo o salto alto no asfalto.

- Vem passar a mão em mim pra você vê o que acontece, seu lixo, seu corno, seu cretino puto, puta é tua mãe e tuas irmã! Seu véio enrugado, cheio de doença, cheio de doença de rabo seu nojento! Cheio de aids, de tudo dessas coisas. Vem aqui que eu vou fazer você engolir esse cano de ferro pelo cu! Viado!

Algumas pessoas que passavam na rua observavam a cena. Ana Cláudia Maria Machado falava com o seu padrasto. Mas ninguém tinha como adivinhar isso, se apenas viam ela.

2 comentários:

  1. Chute o saco dele Ana Cláudia Maria Machado. Chute o saco deste maldito.

    ResponderExcluir

Olá. Você, sendo você mesmo, não é bem vindo aqui. Mas se você for qualquer outra pessoa, sente-se no chão e coma uma xícara de café.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails