domingo, 29 de abril de 2012

Grê

Puta noite fria que nem o velho barreiro dava jeito. Encostou na graxa da porta e esperou alguma coisa interessante além de um duelo sanguinário de moscas que rolava logo a frente. Deu uma golada valente que desceu quadrada; um papo idiota se desenvolvia a esquerda. Mais frio. A barriga de fora deu uma resmungada e encolheu-se. Tava quase decidida a cair fora quando sente uma mão deslizar pela sua cintura. Desvia de pronto, se vira e então se depara com uma menininha incrivelmente horrorosa que a olhava como um cachorro olha um frango de padaria.
- Comeu merda, caralho? Que cê qué, ô alienígena?
A menininha afasta a mão e diz, com uma voz bizarra:
- Des..desculpa moça! É que me falaram que você poderia resolver o meu problema.
- Cacete, nem o produtor da Carla Perez resolve seu problema! Que diabo é você, sua mãe trepou com o Stephen Hawking?
- Moça, é que eu quero..
-..?!
- Moça, a verdade é que eu quero dar - falou a menininha, alto demais pra um ambiente quase vazio - e quero dar pra caralho, não sei como e falaram pra eu vir falar com você que você ia me ajudar.
- Te falaram que eu posso te ajudar a dar pra caralho e você cola em mim alisando minha cintura?! Mas que diab...
- Não, não moça, é que falaram que você é mente aberta e tal.
- E o que isso tem a ver com minha cintura, ô rascunho de Picasso?
- Qu..queria te dar um abraço.
- Que porra é isso?! Eu lá te conheço, seu filho de capeta? Rá, menina te dou uma surra até você ficar gostosa!
 Nessa hora, Grê olha direito pra menininha. O ombrinho curvado, a roupinha brega, as mãozinhas desajeitadas e as covinhas vermelhinhas. Tudo feião pra caralho, mas ora. Era só uma criança esmirradinha. - ...
- Quer saber? Fala aí. O que você quer de mim? Um cirurgião?
- Então... Eu até consigo encontrar alguns caras que querem me comer e tal, mas tipo eu não consigo chegar nos finalmentes. Eles desistem.
- Desistem? Já experimentou depilar o bang?
- Sim, mas... É que eu sou hermafrodita.
- ...nossa! Que barato, cara! - Grê guiou a menininha para se sentarem numa mesa e fez um sinal pra descer uma cerveja - Não pode dar pra caralho pra você mesma, haha?
- ...não. O pinto não funciona. Ele é bem pequenininho.
- De que tamanho?
 - Assim. - Fez a medida com a mão
- O tamanho de um dedo? Hahaha! Você dando pros caras e enquanto isso tem um pinto fazendo joinha? Hahahaha!!!
A menina foi encabulando. Grê parou de rir. Ou pelo menos, tentou.
- Tá, tá. Então, porque você não coloca isso na internet?
 - ...tipo, no face?
- Não cara, haha. Sei lá, faz um site e diz que você tem esse barato aí. Tem gente com tara de tudo quanto é jeito, vai aparecer alguém interessado. Se você quiser virar puta acho até mais fácil. Coloca aquelas etiquetas nos orelhões, sei lá.

 Grê ainda ria da própria sugestão. Mas fica feliz por ser responsável por Fernandinha virar sensação sex symbol femme kids young horror erotic alternative flex.

4 comentários:

  1. Essa história é como se fosse o Batman Begins dá coisa esquisita que está na foto da postagem?????

    ResponderExcluir
  2. Ficou sabendo do pinto que nasceu fora do ovo?

    ResponderExcluir

Olá. Você, sendo você mesmo, não é bem vindo aqui. Mas se você for qualquer outra pessoa, sente-se no chão e coma uma xícara de café.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails